Projeto Transtornos do Espectro Obsessivo-Compulsivo

Fone: (11) 2661-6972
End Social Icons -->

C-TOC

O C-TOC, criado em 2003, tem como objetivo principal desenvolver projetos de pesquisa de forma sistemática na área dos transtornos do espectro obsessivo-compulsivo, de maneira colaborativa, entre centros de excelência em diferentes estados do Brasil, incluindo grupos da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal do Rio do Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Estadual Paulista (UNESP), Universidade Federal do Estado de São Paulo (UNIFESP) e Universidade de São Paulo (USP).

Para alcançar este objetivo o C-TOC pretende:

(1) coletar de forma sistematizada e abrangente dados referentes a pacientes com TOC, a fim de reunir números amostrais de relevância estatística;

(2) incentivar o desenvolvimento de grupos de pesquisa de excelência em diversos centros do país;

(3) compartilhar informações entre esses diferentes centros, estabelecendo um intercâmbio contínuo e eficiente entre eles, e um melhor patamar de capacitação técnica no país com um todo;

(4) promover o treinamento em pesquisa de graduandos e pós-graduandos de diversos centros brasileiros;

(5) difundir novos conhecimentos que possam permitir o alívio do sofrimento de pacientes portadores desses transtornos em prazo mais rápido. Sendo o nosso grupo na Universidade de São Paulo aquele mais maduro cientificamente, teremos um importante papel de liderança dentro deste consórcio.

O projeto atual tem como objetivo investigar possíveis fatores preditivos de resposta ao tratamento farmacológico de pacientes com TOC no curto prazo, usando inibidores da recaptação de serotonina (clomipramina ou inibidores seletivos da recaptação de serotonina).

Os fatores a serem investigados são:

  • idade de início dos SOC-sintomas obsessivo-compulsivos; sexo; dimensões de SOC;
  • presença de comorbidades psiquiátricas;
  • presença e gravidade de tiques;
  • presença e gravidade de fenômenos sensoriais;
  • e nível de acomodação familiar.

Parceiros

Associação Brasileira de Síndrome de Tourette, Tiques e Transtorno Obsessivo Compulsivo
HC - FMUSP
Instituto de Psiquiatria - HCFMUSP
CTOC Brasil
Faculdade de Medicina - USP
-